Análise Crítica do Discurso e a representação do sujeito em situação de rua na Orla Ferroviária de Campo Grande, MS, em textos de noticiários locais

Resumo

O presente estudo objetivou examinar como o discurso presente nos noticiários locais de Campo Grande - MS, representam a imagem da população em situação de rua, que circulam na Orla Ferroviária, sob a ótica da Análise Crítica do Discurso. A natureza da pesquisa é bibliográfica com revisão em livros, jornais, revistas, artigos, teses e dissertações; quanto ao tipo do estudo optou-se pelo exploratório, com uma abordagem é qualitativa. O método foi o analítico, com enfoque na Análise Crítica do Discurso (ACD), com base no teórico Holandês Van Dijk (2001). Os resultados apontam que nos três jornais analisados, as matérias são escritas a partir do ponto de vista dos comerciantes e dos moradores da região, excluindo em seu discurso os sujeitos em situação de rua, contribuindo para a manutenção de uma estrutura de poder hegemônica, que tendem a exclusão e no fortalecimento da imagem pejorativa da pessoa em situação de rua.

Biografia do Autor

Guilherme Oliveira Rocha Vicente, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Mestrando em Desenvolvimento Local na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Graduado em Licenciatura em História pela Universidade Católica Dom Bosco.

Daniele Machado Domingues, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Mestranda em Desenvolvimento Local na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Formada em História pela UCDB.

Mariana Cavalcante de Brito, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Mestranda em Desenvolvimento Local na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Especialista em
Dança e Consciência Corporal pelo Instituto de Educação e Pesquisa Alfredo Torres (IEPAT). Graduada em Educação Física pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Maria Augusta de Castilho, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Pós-doutora em Linguística e doutora em Ciências Sociais – História do Brasil, ambas pela
Universidade de São Paulo (USP). Professora no Curso de História e no Mestrado em
Desenvolvimento Local da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), sendo também responsável pelo
Laboratório de História.

Referências

ALMEIDA JUNIOR, Guy Pinto de. Pelas ruas e nas páginas das revistas: estratégias de construção da representação do morador de rua no discurso jornalístico de Ocas e VEJA São Paulo. 2014. 187 p. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Práticas de Consumo) – Escola Superior de Propaganda e Marketing, São Paulo, SP, 2014.

GURGEL, Anahi; SANCHES, Izabela; KASPARY, Bruna. Enquanto projetos fracassam, Orla ferroviária é cenário de insegurança: vagões estão abandonados e viram abrigo para dependentes químicos. Furtos e prejuízo aos comércios são reclamações de moradores. Campo Grande News, Campo Grande, MS, 5 set. 2018. Disponível em: https://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/enquanto-projetos-fracassam-orla-ferroviaria-e-cenario-de-inseguranca. Acesso em: 15 jul. 2020.

HENRI, Guilherme; RIBEIRO, Liniker; MACHADO, Mirian. Na vizinhança de local de assassinato, insegurança é cotidiana: sede de uma companhia de teatro foi furtada pela sexta vez, no início da manhã de ontem (7), momentos antes da tentativa de assalto que acabou em morte. Campo Grande News, Campo Grande, MS, 8 maio 2018. Disponível em: https://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/na-vizinhanca-de-local-de-assassinato-inseguranca-e-cotidiana. Acesso em: 15 jul. 2020.

LIMA, Antonio Henrique M.; SILVA, João Alberto M.; MARQUES, Heitor Romero. A imagem do morador de rua sob a perspectiva dos comerciantes no polígono central de Campo Grande – Mato Grosso do Sul e suas correlações com o desenvolvimento local em escala humana. Observatorio de la economia Latinoamericana, revista eumed.net, n. 207, fev. 2015.

MARQUES, Helder Gustavo. Memória e transformação urbana: uma análise do patrimônio ferroviário em Campo Grande-MS. 2014. 109 f. Dissertação (Mestrado em Geografia Humana) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, SP, 2014.

RESENDE, Viviane de Melo. Não é falta de humanidade, é para dificultar a permanência deles perto de nosso prédio – análise discursiva crítica de uma circular de condomínio acerca de “moradores de rua” em Brasília, Brasil. Discurso e Sociedad, [s.l.], v. 2, p. 422-44, 2008.

RESENDE, Viviane de Melo. Violência simbólica: representação discursiva da extrema pobreza no Brasil – relações entre situação de rua e vizinhança. Discurso e Sociedad, [s.l.], v. 9, n. 1-2, p. 106-28, mar./jun. 2015.

RIBEIRO, Rafael. Depois de polêmica, líder de comerciantes do Centro pede empenho por moradores de rua: em audiência, ideia de intenção compulsória é praticamente descartada. Correio do Estado, Campo Grande, MS, 15 mar. 2019. Disponível em: https://correiodoestado.com.br/cidades/depois-de-polemica-lider-de-comerciantes-do-centro-pede-empenho-por/349124/. Acesso em: 15 jul. 2020.

ROCHA, Mylena. Cansados da criminalidade, vizinhos pedem retirada de vagões da Orla Ferroviária: os residentes querem presença da guarda e ações sociais aos usuários de droga. Midiamax, Campo Grande, MS, 11 jun. 2018. Disponível em: https://www.midiamax.com.br/cotidiano/2018/cansados-da-criminalidade-moradores-pedem-a-retirada-de-vagoes-da-orla-ferroviaria. Acesso em: 15 jul. 2020.

SANTOS, Maria Christima de L. F; CASTILHO, Maria Augusta. Catálogo: Patrimônio Histórico e Cultural de Mato Grasso do Sul. 1. ed. Campo Grande, MS: Life Editora, 2016. 93 p.

TORRES, Thailla. Caminhada pelo Centro revela espaços que precisam de um olhar humano. Grande News, Campo Grande, MS, 27 maio 2018b. Disponível em: https://www.campograndenews.com.br/lado-b/arquitetura-23-08-2011-08/caminhada-pelo-centro-revela-espacos-que-precisam-de-um-olhar-humano. Acesso em: 15 jul. 2020.

TORRES, Thailla. Com sorriso de Manoel de Barros ao lado, vagão tem sarau e noite de caldos: intenção é levar cultura a um ponto que há anos é marginalizado e corre o risco de ser extinto em Campo Grande. Campo Grande News, Campo Grande, MS, 24 maio 2018a. Disponível em: https://www.campograndenews.com.br/lado-b/diversao/com-sorriso-de-manoel-de-barros-ao-lado-vagao-tem-sarau-e-noite-de-caldos. Acesso em: 15 jul. 2020.

VAN DIJK, Teun. A. Análise crítica do discurso multidisciplinar: um apelo a favor da diversidade. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/linhadagua/article/view/65164. Acesso em: 10 jun. 2020.

Publicado
2021-12-30
Como Citar
Oliveira Rocha Vicente, G., Machado Domingues, D., Cavalcante de Brito, M., & Augusta de Castilho, M. (2021). Análise Crítica do Discurso e a representação do sujeito em situação de rua na Orla Ferroviária de Campo Grande, MS, em textos de noticiários locais. Multitemas, 26(63), 99-119. https://doi.org/10.20435/multi.v26i63.3140