Situação profissional dos graduados do Curso de Biologia da Universidade Católica Dom Bosco (1990 a 2000) e sua percepção sobre o Curso

Afonso Celso Nunes da Cunha, Mateus Soares Júnior, Dáugima Maria Santos Queiroz, Maria Aparecida de Souza Perrelli

Resumo


O Curso de Licenciatura em Biologia da Universidade Católica Dom Bosco foi reconhecido em 1981. Em 1994 deu-se o reconhecimento da modalidade Bacharelado. Considerando-se a importância da avaliação para a melhoria das condições de oferecimento desse Curso, realizou-se um estudo com objetivo de verificar a situação profissional e a percepção de seus egressos dos anos de 1990 a 2000. Por meio de aplicação de entrevista semi-estruturada foi possível obter informações de quarenta egressos sobre os motivos que os levaram à escolha do Curso, as áreas de atuação e atualização profissional e suas percepções sobre o Curso. Verificou-se que a maior parte dos entrevistados optou pelo Curso por gostar da área. Depois de formados, a maioria passou a atuar no magistério. Muitos afirmaram haver restrições a outras áreas de atuação do biólogo no mercado local. A maioria dos entrevistados afirmou dispor de poucas oportunidades para a atualização profissional. Quanto à sua opinião sobre o Curso, a maioria disse estar satisfeita com as aulas teóricas, o corpo docente, o nível de exigência e o relacionamento humano, mas houve insatisfação com a estrutura física, aulas práticas, pesquisa e extensão. O estudo realizado sinalizou para a necessidade da avaliação dos egressos como instrumento de melhoria das condições de oferta do Curso.

Palavras-chave


graduação em Biologia, avaliação, formação do biólogo.

Texto completo:

PDF

Referências



BRASIL. Lei n. 6684, de 3 de setembro de 1979. Regulamenta as profissões de Biólogo e Biomédico, cria o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Biologia e Biomedicina e dá outras providências. Brasília: Diário Oficial da União, 4 de setembro de 1979, Seção I, p. 12761-12765.

BRASIL. Decreto Nº 8438, de 28 de junho de 1983. Dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de Biólogo. Brasília: Diário Oficial da União. 29 de junho de 1983, Seção I, p. 11358-11361.

BRASIL, Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Ensino Superior. Coordenação das Comissões de Especialistas de Ensino. Comissão de Especialistas de Ensino em Ciências Biológicas. Descrição de Área e Padrões de Qualidade dos Cursos de Graduação em Ciências Biológicas. Brasília, dezembro de 1997. Disponível em http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/padbiol.pdf. Acesso em 12 de setembro de 2004.

BRASIL.Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Superior. Resolução Nº 7 de 11 de março de 2002. Estabelece as Diretrizes Curriculares para os cursos de Ciências Biológicas. Brasília: Diário Oficial da União. 26 de março de 2002, Seção I, p. 12.

CONSELHO FEDERAL DE BIOLOGIA. Resolução Nº 10, de 5 de julho de 2003. Dispõe sobre as Atividades, Áreas e Sub-Áreas do conhecimento do Biólogo. Brasília: Diário Oficial da União. 21 de agosto de 2003, Seção I, p. 191.

UNIVERSIDADE CATÓLICA DOM BOSCO. Curso de Biologia. Projeto Pedagógico do Curso de Biologia. 2001 (mimeo)




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/multi.v0i35.863

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

ISSN online: 2447-9276
ISSN impresso: 1414-512X (até o número especial, set. 2015)