Práticas de redução do desperdício de alimentos: o caso de um projeto social em Santarém, Pará

Ana Mirelle Almeida Cardoso, Thiago Almeida Vieira

Resumo


Neste artigo, estudamos a experiência do Programa Mesa Brasil (SESC) na cidade de Santarém, Pará, no que tange à doação de alimentos por feirantes da Feira Mercadão 2000. A deterioração dos produtos foi o principal critério de seleção do alimento a ser doado pelos feirantes. Em seis meses de observação, foram doados 34.513 kg de alimentos. O Programa Mesa Brasil se apresenta como iniciativa promissora ao reaproveitamento de alimentos, atendendo a mais de 21.000 pessoas nesta cidade. Os resultados encontrados neste trabalho apontam a importância da sensibilização dos feirantes e da sociedade em geral quanto ao desperdício de alimentos, por meio de ações individuais ou coletivas.      


Palavras-chave


Doação de alimentos; feira tradicional; produção agrícola; Amazônia

Texto completo:

PDF

Referências


ASCHEMANN-WITZEL, J.; HOOGE, I.; AMANI, P.; BECH-LARSEN, T.; OOSTINDJER, M. Consumer-Related Food Waste: causes and Potential for Action. Sustainability, v. 7, p. 6457-77, 2015.

AZEVÊDO, A. S. C. O mercadão 2000 sob a óptica ambiental de seus vendedores, Santarém. Em Foco, Santarém, v. 11, n. 21, 2014.

BAPTISTELLA, C. S. L; COELHO, P. J; CASER, D. V. A cultura do limão no estado de São Paulo, 2009-2013, SP. Informações Econômicas, São Paulo, v. 44, n. 3, 2014.

BELIK, W.; CUNHA, A. R. A. A; COSTA, L. A. Crise dos alimentos e estratégias para a redução de desperdício no contexto de uma política de segurança alimentar e nutricional no Brasil. Planejamento e políticas públicas, Brasília, n. 38, p. 107-32, 2012.

BRASIL. Senado Federal. Doação de alimentos pode render benefícios fiscais a empresas. Brasília-DF, 2016. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2016/11/10/doacao-de-alimentos-pode-render-beneficios-fiscais-a-empresas. Acesso em: 22 abr. 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Alimentos regionais brasileiros. Brasília: MS, 2002. 141 p.

CÂMARA, R. H. Análise de conteúdo: da teoria à prática em pesquisas sociais aplicadas às organizações. Gerais - Revista Interinstitucional de Psicologia, v. 6, n. 2, p. 179-91, 2013.   

CARPENTIERI-PÍPOLO, V.; NEVES, C. S. V. J.; BRUEL, D. C.; SOUZA, S. G. H.; GARBÚGLIO, D. D. Frutificação e desenvolvimento de frutos de aceroleira no Norte do Paraná. Ciência Rural, Santa Maria, v. 38, n. 7, p. 1871-76, 2008.

COSTA, C. C.; GUILHOTO, J. J. M.; BURNQUIST, H. L. Impactos socioeconômicos de reduções nas perdas pós-colheita de produtos agrícolas no Brasil. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, v. 53, n. 3, p. 395-408, 2015.

COUTO, M. A. L; CANNIATTI-BRAZACA, S. G. Quantificação de vitamina C e capacidade antioxidante de variedades cítricas. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v. 30, n. 1, p. 15-19, 2010.

DALEGRAVE, J.; PHILERENO, D. C.; BASSOTTI, E. N. O desperdício de alimentos: um estudo de caso na Ceasa Serra RS. In: CONGRESSO DE PESQUISA E EXTENSÃO DA FSG, 3., Caxias do Sul, 15-17 set. 2015.  Anais [...]. Caxias do Sul: FSG, 2015. p. 706-28.

EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Sistema de Produção de Banana para o Estado do Pará. 2ª Ed. Belém: Embrapa, 2014. Disponível em: https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/1002115/1/SistemaProducaoBanana.pdf. Acesso em: 13 maio 2019.

HALL, K. D.; GUO, J.; DORE, M.; CHOW, C. C. The progressive increase of food waste in America and its environmental impact. PLoS ONE, v. 4, n. 11, e7940, 2009.

HOLANDA, R. O.; RODRIGUES, M. E.; SANTOS, A. G. P. Gerenciamento dos resíduos sólidos na Feira do Mercadão 2.000, em Santarém-PA. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GESTÃO AMBIENTAL, 8., Campo Grande, MS Anais [...]. 2017, p. 1-4.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa de orçamentos familiares. Rio de Janeiro: IBGE, 2008.

KOLLER, O. L. Citricultura catarinense. Florianópolis: Epagri, 2013. 319 p.

LOPES, E. B.; ALBUQUERQUE, I. C.; MOURA, F. T. Perfil da citricultura de Matinhas, PB, visando ao mercado nacional. Tecnologia & Ciência Agropecuária, João Pessoa, v. 1, n. 1, p. 1-7, 2007.

LOPEZ, M. B.; RODRIGUES, A. M. Safra. 2014. Disponível em: https://www.google.com.br/url?sa=t&source=web&rct=j&url=http://ftp.medicina.ufmg.br/omenu/safra_26_09_2014.pdf. Acesso em: 8 fev. 2018.

MARCHETTO, A. M. P.; ATAIDE, H. H.; MASSON, M. L. F.; PELIZER, L. H.; PEREIRA, C. H. C.; SENDÃO, M. C. Avaliação das partes desperdiçadas de alimentos no setor de Hortifruti visando seu reaproveitamento. Revista Simbio-Logias, v. 1, n. 2, p. 1-14, 2008.

MORAIS, L. B.; GUEDES, E. B.; CARDOSO, C. F. Feiras livres: espacialidade e temporalidade da reprodução camponesa. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA, 8., SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOGRAFIA AGRÁRIA, 9., Anais [...]. Curitiba: UFPR, 2017, p. 1-14.

NELLEMANN, C.; MACDEVETTE, M.; MANDERS, T.; EICKHOUT, B.; SVIHUS, B.; PRINS, A. G.; KALTENBORN, B. P. (Ed.). The environmental food crisis – the environment’s role in averting future food crises. Arendal: UNEP, 2009. 103 p.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Fatos sobre alimentação - Rio+20. Rio de Janeiro: ONU, 2012. Disponível em: http://www.onu.org.br/rio20/alimentacao.pdf. Acesso em: 7 mar. 2018.

PASSOS, C. D.; PASSOS, E. E. M.; ARAGÃO, W. M. Comportamento fenológico do coqueiro anão verde nos Tabuleiros Costeiros de Sergipe. Revista Brasileira de Biociências, Porto Alegre, v. 5, p. 393-5, 2007.

PRILL, M. A. S.; NEVES, L. C.; TOSIN, J. M.; CHAGAS, E. A. Atmosfera modificada e controle de etileno para bananas ‘prata-anã’ cultivadas na Amazônia setentrional brasileira. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 34, n. 4, p. 990-1003, 2012.

PRIM, M. B. S. Análise do desperdício de partes vegetais consumíveis.   2003. 117 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, 2003.

RIGOTTI, M. Cultura do Mamoeiro. Embrapa, 2009. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/128280/1/PLANTAR-Mamuo-ed03-2009.pdf. Acesso em: 21 fev. 2018.

RITZINGER, R.; RITZINGER, C. H. S. P. Cultivo tropical de fruteiras: acerola. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v. 32, n. 264, p. 17-25, 2011.

SALES, A. N.; BOTREL, N.; COELHO, A. H. R. Aplicação de 1-metilciclopropeno em banana ‘Prata-Anã’ e seu efeito sobre as substâncias pécticas e enzimas pectinolíticas. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 28, n. 3, p. 479-87, 2004.

SANTOS, D. S. D.; STORCK, C. R.; FOGAÇA, A. O. Biscoito com adição de farinha de casca de limão. Disciplinarum Scientia, Santa Maria, v. 15, n. 1, p. 123-35, 2014.

SESC PARÁ. Mesa Brasil. Belém: SESC, 2018. Disponível em: http://www.sesc-pa.com.br/index.php?page=menu/areas/area&areaprincipal=1&area=Mesa Brasil. Acesso em: 5 fev. 2018.

SILVA, A.; HAETINGER, C. Gestão de resíduos sólidos em feiras livres do município de Santa Maria/RS: narrativas dos feirantes e impressões in loco. Educação Ambiental em Ação, [s.l.], v. 56, p. 1-3, 2016.

SILVA, C. S.; PEROSA, S. M. Y.; RUA, P. S.; ABREU, C. L. M.; PÂNTANO, S. C.; VIEIRA, C. R. Y. I.; BRIZOLA, R. M. O. Avaliação econômica das perdas de banana no mercado varejista: Um estudo de caso. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 25, n. 2, p. 229-234, 2003.

SOARES, H. F.; ITO, M. K. O ácido graxo monoinsaturado do abacate no controle das dislipidemias. Revista de Ciências Médicas, Campinas, v. 9, n. 2, p. 47-51, 2000.

ULLMANN, S. Principais cultivares industrializados: banana. A Feira, Porto Alegre, 2002. Disponível em: http://www.ufrgs.br/afeira/materias-primas/frutas/banana. Acesso em: 11 mar. 2018.

VIEITES, R. L.; DAIUTO, E. R.; FUMES, J. G. F. Capacidade antioxidante e qualidade pós-colheita de abacate “fuerte”. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 34, n. 2, p. 336-48, 2012.

 




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/multi.v24i58.2515

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

ISSN online: 2447-9276
ISSN impresso: 1414-512X (até o número especial, set. 2015)