Economia da cultura e impactos ambientais do carnaval em Corumbá, MS

Denise Abrão Nachif, Gilberto Luiz Alves

Resumo


Este artigo articula as relações entre “economia da cultura” do carnaval em Corumbá, MS, e os impactos que podem ser percebidos no meio ambiente de uma cidade situada num dos maiores santuários ecológicos do mundo, o Pantanal. O foco recai sobre o desafio de conciliar interesses entre a economia da cultura manifesta no evento e os interesses socioambientais impactados pelos resíduos produzidos durante os festejos. Para tanto, conectamos os temas históricos do carnaval, da cultura local e do meio ambiente por meio da revisão de fontes secundárias.


Palavras-chave


carnaval; economia da cultura; meio ambiente.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, T. W.; HORKHEIMER, M. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

ARAÚJO, H. Seis milênios de história. Rio de Janeiro: Gryphus, 2003.

BAKHTIN, M. A cultura popular na Idade Média e no Renascimento: o contexto de François Rabelais. São Paulo: Hucitec, 1987.

BARBOSA, L. Sociedade de consumo. Rio de Janeiro: Zahar, 2004.

CANCLINI, N. Culturas híbridas. São Paulo: EDUSP, 2000.

CARNAVAL de Corumbá teve público de 155 mil pessoas. Dourados News, 2005. Disponível em: <http://www.douradosnews.com.br/arquivo/carnaval-de-corumba-teve-publico-de-155-mil-pessoas-e822c2f9bc056041dc065aa0a58cf756>. Acesso em: 5 fev. 2017.

EIGENHEER, E. M. Lixo, vanitas e morte: considerações de um observador de resíduos. Rio de Janeiro: EDUFF, 2003.

FARIA, I. F. Sustentabilidade e novas territorialidades. Manaus: Editora da Universidade do Amazonas, 2001.

FERREIRA, J. A. Resíduos sólidos: uma discussão ética. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 11, n. 2, p. 314-320, abr./jun. 1995.

GAUDIN, B. Da mi-carême ao carnabeach: história da(s) micareta(s). Tempo social, São Paulo, v. 12, n. 1, maio 2000.

LEITÃO, S. S. Economia da cultura e desenvolvimento. Z Cultural, ano III, n. 3, 2007. Disponível em: <http://revistazcultural.pacc.ufrj.br/economia-da-cultura-e-desenvolvimento-de-sergio-sa-leitao/>. Acesso em: 5 fev. 2017.

LIPOVETSKY, G.; SERROY, J. A cultura-mundo: resposta a uma sociedade desorientada. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

MALECIUVICIUS, P. Esperando recorde, carnaval de Corumbá antecipou até jogo de futebol. Campo Grande News, Lado B, 11/02/2015. Disponível em: <http://www.campograndenews.com.br/lado-b/diversao/esperando-recorde-carnaval-de-corumba-antecipou-ate-jogo-de-futebol>. 2015. Acesso em: 7 fev. 2017.

MANZINI, E.; VEZZOLI, C. O desenvolvimento de produtos sustentáveis. São Paulo: Edusp, 2002.

PRUDENTE, H. A. Bandeiras, comidas e folias. São Paulo: Casa Cultura, 2011.

QUEIROZ, M. I. P. O campesinato brasileiro. Petrópolis, RJ: Vozes, 1973.

SOUZA, L. G. O caráter religioso e profano das festas populares. Corumbá, passagem do século XIX para o XX. Revista Brasileira de História, Corumbá, MS, v. 24, n. 48, p. 331-351, 2004.

______. História de uma região: Pantanal e Corumbá. São Paulo: Editora Resenha Tributária, 1973.

VEIGA, J. E. Meio ambiente & desenvolvimento. São Paulo: SENAC, 2006.

 




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/multi.v22i52.1508

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

ISSN online: 2447-9276
ISSN impresso: 1414-512X (até o número especial, set. 2015)