Estimativa de biomassa vegetal e sequestro de carbono no Parque Natural Municipal Flor do Ipê, Várzea Grande, MT

Wilian De Oliveira Rocha, Andressa Motta Pereira, Anny Ediane da Silva, Joice Aparecida Fraga

Resumo


O objetivo deste estudo foi estimar a biomassa vegetal arbórea viva da parte aérea e seu potencial de sequestro de carbono no perímetro do Parque Natural Municipal Flor do Ipê, no município de Várzea Grande, MT. A área de estudo foi amostrada a partir de cinco parcelas de 100m2 alocadas aleatoriamente. Em cada parcela, foram inventariados os indivíduos arbóreos vivos, com DAP entre 2,5 cm e 30 cm, conforme a EMBRAPA para estimativa de carbono estocado e, assim, foi indicado o potencial de sequestro de carbono. A espécie de maior dominância nas parcelas estudadas foi Astronium fraxinifolium Schott, seguida pelas espécies Zanthoxylun rhoifolium Lam. e Acrocomia aculeata (Jacq.) Lodd. Ex Mart. A estimativa total de biomassa vegetal aérea viva acumulada na área do parque foi de 460,64 ton/ha, sendo 207,29 ton/ha de carbono armazenado. O potencial estimado de sequestro de CO2 foi de 760,75 ton/ha no perímetro total do parque.

Palavras-chave


cerrado, áreas verdes urbanas, mecanismo de desenvolvimento limpo, Ciências Ambientais.

Texto completo:

PDF

Referências


AREVALO, L. A.; ALEGRE, J. C.; VILCAHUAMAN, L. J. M. Metodologia para estimar o estoque de carbono em diferentes sistemas de uso da terra. Colombo, PR: Embrapa Floresta, 2002. 38 p. (Documentos 73).

FERNANDES, A.; SALIS, S. M.; FERNANDES, F.; CRISPIM, S. Estoques de carbono do estrato arbóreo de cerrados no Pantanal da Nhecolândia. Corumbá, MS: Embrapa Pantanal, 2008. (Comunicado Técnico 68).

GOMES, M. A. S.; SOARES, B. R. A vegetação nos centros urbanos: considerações sobre os espaços verdes em cidades médias brasileiras. Estudos Geográficos, Rio Claro, SP, v. 1, n. 1, p. 19-29, jun. 2003. Disponível em: <http://www.cchla.ufrn.br/geoesp/arquivos/artigos/ArtigoAmbientePracas.pdf>. Acesso em: 2 fev. 2016.

LAERA, H. N. L. Valoração econômica da arborização: a valoração dos serviços ambientais para a eficiência e manutenção do recurso ambiental urbano. 2006. 132 f. Dissertação (Pós-Graduação em Ciência Ambiental) - Universidade Federal Fluminense, Niterói, RJ, 2006. Disponível em: <http://www.uff.br/cienciaambiental/dissertacoes/LHNLaera.pdf>. Acesso em: 3 out. 2015.

LOPES, R. B.; MIOLA, D. T. B. Sequestro de carbono em diferentes fitofisionomias do cerrado. SynThesis Revista Digital FAPAM, Pará de Minas, MG, v. 2, n. 2, p. 127-143, nov. 2010. Disponível em: <http://fapam.web797.kinghost.net/revista/volume2/L%20Rosimeire%20127-143.PDF>. Acesso em: 10 jun. 2015. 

MALAVASI, U. C.; MALAVASI, M. M. Avaliação da arborização urbana pelos residentes – estudo de caso em Mal. Cândido Rondon, Paraná. Ciência Florestal, Santa Maria, RS, v. 11, n. 1, p. 189-193, 2001.

PANDEY, D. N. Global climate change and carbon management in multifunctional forests. Current Science, Bengaluru, v. 83, n. 5, p. 593-602, set. 2002. Disponível em: <http://www.iisc.ernet.in/currsci/sep102002/593.pdf>. Acesso em: 10 jun. 2015.

PESSOA, S. G.; MARTINS, M. A. Sequestro de carbono em região de cerrado em mato grosso: contribuição para o equilíbrio do clima. Connection line, Várzea Grande, n. 12, 2015. Disponível em: <http://www.periodicos.univag.com.br/index.php/CONNECTIONLINE/article/view/213>. Acesso em: 7 jun. 2016.

SANTOS, F. M. M. Clima urbano de Cuiabá-MT-Brasil: ocupação do solo e suas influências. Revista Monografias Ambientais - REMOA, Santa Maria, RS, v. 12, n. 12, p. 2749-2763, ago. 2013. Disponível em: <http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:http://periodicos.ufsm.br/remoa/article/download/9160/pdf&gws_rd=cr&ei=k-tyV9v0Ncm2wATjgJ-4BQ>. Acesso em: 28 jun. 2016.

SILVA, A. C. S.; CAIONI, C.; VEIGA, J. B.; NETO, R. M. R.; OLIVEIRA, A. S. Estoque de biomassa aérea, carbono e sequestro de dióxido de carbono em sistemas florestais na Amazônia Mato-grossense. Revista Acta Iguazu, Cascavel, PR, v. 3, n. 4, p. 22-35, 2014. Disponível em: <http://e-revista.unioeste.br/index.php/actaiguazu/article/view/11243>. Acesso em: 11 jun. 2016.

SOUZA, V. C.; LORENZI, H. Botânica sistemática: guia ilustrado para identificação das familias de Fanerógamas nativas e exóticas no Brasil, baseado em APG III. 3. ed. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum de Estudos da Flora, 2012.

VIDIGAL, F. A. M. O protocolo de Kyoto, o mecanismo de desenvolvimento limpo e as formas de circulação dos créditos de carbono. [s.d.]. Disponível em: <http://www.domtotal.com/direito/uploads/11.pdf>. Acesso em: 10 jun. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.20435/multi.v22i51.1284

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

ISSN online: 2447-9276
ISSN impresso: 1414-512X (até o número especial, set. 2015)